| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Frat. Espírita Mensageiros da Luz
Desde: 02/12/2008      Publicadas: 226      Atualização: 02/06/2011

Capa |  Atividades  |  FEMEL  |  Mensagens  |  NALMA - Casa da Sopa


 FEMEL

  28/02/2011
  0 comentário(s)


A Comunicabilidade com os Espíritos (Março/2011)

Quem e como são esses seres sobre os quais uma grande parte das pessoas tem medo e não querem nem ouvir falar?

A Comunicabilidade com os Espíritos (Março/2011) A Doutrina Espírita contém alguns princípios que resultaram da observação e constatação dos fatos que deram a conhecer a existência do mundo espiritual e suas leis, as quais regem as relações com o mundo material e estão firmados na Codificação Kardequiana. São eles: a existência de Deus; a imortalidade do espírito; a pluralidade das existências; a comunicabilidade entre encarnados e desencarnados e a pluralidade dos mundos habitados.

Toda vez que se tratar da fenomenologia com espíritos e de toda forma de mediunidade, com alguém que não estuda a sério o Espiritismo haverá mal entendidos e divergências interpretativas, posto que tais assuntos requerem um conhecimento essencial anterior.

Trata-se do principio da comunicabilidade, ou seja, da possibilidade e dos mecanismos de comunicação entre os vivos e os mortos, ou como dizemos, entre encarnados e desencarnados.

Dentro desse contexto, a primeira questão enfrentada é com relação à natureza dos espíritos. Quem e como são esses seres sobre os quais uma grande parte das pessoas tem medo e não querem nem ouvir falar?

A lenda sobre seres infernais que personificam o eterno mal e tentam arrastar as almas dos homens para seus supostos domínios e mais a crença no inferno eterno criaram nas pessoas um absurdo medo e aversão injustificada a tudo que se refere ao mundo espiritual.

Diante desse quadro é fundamental que saibamos que os espíritos não são seres de outro mundo; alheios à vida comum na terra, nem tampouco são fantasmas ou criações imaginárias. São apenas humanos que deixaram o corpo físico na "mudança" que chamamos de morte. Possuem forma humana e corpo humano, formado de matéria sensível e leve não perceptível (normalmente) aos nossos olhos.

São nossos irmãos que, vencendo a passagem fatal do corpo, ressuscitam à vida de forma mais ou menos consciente e livre conforme consigam, em maior ou menor grau, se desprender das sensações que tinham na vida física.

A mais bela explicação dessa "sobrevivência" da alma e do "corpo" do espírito é dada pelo Apóstolo Paulo em sua carta aos Corintios:

"Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?
Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer.
E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão, como de trigo, ou de outra qualquer semente.
Mas Deus dá-lhe o corpo como quer, e a cada semente o seu próprio corpo.
Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção.
Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor.
Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual."


Sabendo-se, então, que os espíritos são os nossos irmãos (humanos) que deixaram o corpo físico, mas que continuam a viver, vem a segunda questão inevitável: É possível a comunicação com os espíritos?

Note-se que tratamos, por hora, apenas de admissão de possibilidade, e dentro dessa premissa, segue-se a interrogativa: Por que não seria possível?

Os registros históricos de todos os povos antigos trazem farto material que demonstra que a comunicação com o mundo espiritual tem sido sempre uma realidade na história do homem.

Entretanto, ainda hoje, algumas organizações radicais pregam a impossibilidade de tais comunicações, generalizando os conceitos de fraudes e simulações a tudo que se refere à comunicação entre os planos material e espiritual.

Por outro lado, as mesmas fontes que dizem ser "impossível" a comunicação alertam os seus fiéis para as proibições existentes na bíblia hebraica (chamada de velho testamento) e nos éditos da Igreja Romana em se evocar ou se comunicar com os espíritos.

Quanto a tais argumentações, cabe-nos retornar à pergunta original: afinal é possível as comunicações com os espíritos ou não? Se não são, como afirmam, por que a proibição? Ultrapassando o inóquo, não seria bizarro que uma instituição séria proibisse algo que é impossível de se fazer?

A manutenção da proibição, tal como prescrita por Moisés no Levítico nos soa, tal como já era conhecida naqueles tempos remotos, a confirmação da possibilidade, ou seja, da comunicabilidade entre os dois planos da vida.

Falando sobre a proibição constante da Lei Mosaica, cabe-nos esclarecer que o Livro do Levítico é um código de conduta para o povo hebreu, conduzido por Moisés. O livro traz detalhes de procedimentos comuns da vida civil, como casamentos, divórcios, negócios, indenizações e sacrifícios e rituais religiosos.

Muitos povos da antiguidade acreditavam que os espíritos eram deuses e conheciam sobre todas as coisas. Moisés sabia que isso não é verdade, e os direcionou para a crença em um Deus Único e soberano onde todos os outros seres lhe prestem obediência, inclusive os espíritos.

Além disso, pergunta-se o que eles queriam dos espíritos? Saber o futuro, adivinhações, vantagens e poder. Ora, tais situações geram uma crendice de que por meio dos espíritos as pessoas tudo podem saber. Tais práticas hoje, além de abomináveis, são até ridículas em se conhecendo a natureza dos espíritos.

Nesse sentido, a orientação espírita ao invés de contrariar os textos bíblicos, mantém-se ao acordo daqueles, como nos traz Kardec em "O que é espiritismo":

"Se bastasse interrogar os Espíritos para obter a solução de todas as dificuldades científicas, ou para fazer descobertas e invenções lucrativas, todo ignorante podia tornar-se sábio sem estudar, todo preguiçoso ficar rico sem trabalhar; é o que Deus não quer.
Os Espíritos sérios se recusam a ocupar de coisas fúteis; os frívolos e zombeteiros tratam de tudo, respondem a tudo, predizem tudo o que se quer, sem se importarem com a verdade, e encontram maligno prazer em mistificar as pessoas demasiado crédulas."


Nesse mesmo sentido, veio a palavra do Apóstolo João, nos alertando:

"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus." (João 4:1)

Nos últimos anos os fenômenos medianímicos têm-se multiplicado e muitas pessoas acorrem às casas espíritas em busca de ajuda e explicações. Esse contexto, que foi anunciado pelo profeta Joel e lembrado por Pedro no ato do Pentecostes deverá intensificar-se nos tempos vindouros.

Por isso é imprescindível que os tratemos com a seriedade e naturalidade que se requer, na forma como esclarecida na questão 491 do Livro dos Espíritos:

"Esses fenômenos ... não são mais sobrenaturais que todos os fenômenos aos quais a Ciência hoje dá a solução, e que pareceram maravilhosos numa outra época.Todos os fenômenos espíritas, sem exceção, são a conseqüência de leis gerais e nos revelam um dos poderes da Natureza, poder incompreendido até aqui, mas que a observação demonstra estar na ordem das coisas". ( Livro dos Espíritos p. 401).


Assim, resta-nos observar o objetivo da comunicação com os espíritos. Com que propósitos podem as pessoas se ocuparem com a comunicação entre encarnados e desencarnados?

Em princípio, quando do nascimento da Doutrina Espírita, as comunicações visavam às experiências de comprovação dos fenômenos em si e com o conhecimento que isso traz sobre a natureza humana, a sobrevivência e o destino das almas.

A partir da compreensão natural dos fenômenos, o intercâmbio com o mundo espiritual é matéria relativa à evolução natural dos espíritos, que são seres irmãos, e convivem no tempo e espaço, apenas em circunstâncias diferentes, uns presos ao corpo físico e outros fora dele. Assim, podem comunicar-se normalmente como o fariam de forma direta se estivem vestidos de instrumentos semelhantes.

Deve-se lembrar, sobretudo, que a comunicabilidade propicia a ajuda recíproca entre espíritos encarnados e desencarnados, bem como possibilita promover, em certos casos, a convivência consciente e pacífica entre irmãos.

Por fim, a comunicabilidade aceita e compreendida iniciará o fim da dominação pelo medo e instauração da fraternidade pela compreensão - é a era da regeneração.

"E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos jovens terão visões, e os vossos velhos terão sonhos..." (Atos 2 : 17)


Paz e Luz a todos!
  Autor:   David José de Oliveira


  Mais notícias da seção Caminho de Luz no caderno FEMEL
02/06/2011 - Caminho de Luz - NOVO SITE: Acesse www.femel.com.br
A Fraternidade Espírita de Ibiporã está finalizando seu novo site oficial mas você já pode acessá-lo bastando digitar o seguinte endereço: www.femel.com.br...
03/05/2011 - Caminho de Luz - A VERDADE CONSOLADORA (Maio/2011)
Ao receber a notícia sobre o longo trabalho que teria para codificar os ensinamentos que receberia, Kardec indagou sobre a identidade daquele espírito superior que coordenaria o trabalho, recebendo a seguinte mensagem: "Para ti, chamar-me-ei Verdade"...
03/04/2011 - Caminho de Luz - EDUCAR-SE PARA A PAZ (Abril/2011)
Confira o artigo de Naudemar Nascimento...
03/04/2011 - Caminho de Luz - TENDE BOM ÂNIMO! (Abril/2011)
Diferentemente de outras sensações como a alegria, o medo, a surpresa, o ânimo é um estado emocional relativamente estável, pois não muda rapidamente...
28/02/2011 - Caminho de Luz - Comunicação com os Mortos (Março/2011)
Padre Brune afirma que o após vida existe e podemos nos comunicar com aqueles que chamamos de mortos ...
01/02/2011 - Caminho de Luz - ESPAÇO JOVEM - O melhor pai do mundo! (Fevereiro/2011)
Confira mais um texto da Tia Célia...
01/02/2011 - Caminho de Luz - As Dores Nossas de Cada Dia (Fevereiro/2011)
Quem mais cedo e com mais intensidade confia, sente e trabalha no bem, mais rapidamente ascende a uma condição onde o sofrimento físico já não existe...
29/12/2010 - Caminho de Luz - ENSINAMENTOS DO CRISTO. . . (Janeiro/2011)
Cristo é o grande "educador" da humanidade...
29/11/2010 - Caminho de Luz - A Ciência do Bem (Dezembro/2010)
Por que razão seria, que ao atingir nos últimos séculos período de grande desenvolvimento, a ciência se viu "divorciada" da religião? ...
28/10/2010 - Caminho de Luz - Voluntariado - Caridade Organizada (Novembro/2010)
Um ato voluntário é de livre vontade, não obrigatório...
04/10/2010 - Caminho de Luz - O Homem e o Espiritismo (Outubro/2010)
Ainda era século XIX, ano de 1850 quando o homem, na sua mais simples ignorância, passou a ter maior contato com o mundo espiritual que o rodeava...
04/10/2010 - Caminho de Luz - As mudanças do nosso mundo... (Outubro/2010)
O que tem causado tantas mudanças que temos acompanhado nos últimos tempos na natureza da terra?...
04/10/2010 - Caminho de Luz - EDITORIAL (Outubro/2010)
Para os espíritas, o mês de Outubro é especial...
30/08/2010 - Caminho de Luz - Nosso Lar entra em cartaz nos Cinemas (Setembro/2010)
Baseado no livro de Chico Xavier, Nosso Lar - uma das principais obras da literatura Espírita - chega aos cinemas de todo país no dia 3 de Setembro...
30/08/2010 - Caminho de Luz - PATRIOTISMO: Orgulho ou Amor? (EDITORIAL - Setembro/2010)
Chega-nos o mês de setembro trazendo os ares de renovação, anunciando que a natureza se recupera do frio e prepara novo ciclo produtivo, a florescer na alegria da primavera...
03/08/2010 - Caminho de Luz - FEMEL INFORMA (Agosto/2010)
Diretoria agradece o apoio e Nosso Lar disponível para leituras na FEMEL...
03/08/2010 - Caminho de Luz - Eleita a Nova Diretoria da FEMEL e do NALMA (Agosto/2010)
Em assembléia realizada no dia 24 de Julho na sede da Fraternidade Espírita de Ibiporã, foi eleita a nova Diretoria da entidade para o biênio 2009-2011...
01/07/2010 - Caminho de Luz - Nós e as Eleições (Julho/2010)
Inicia-se oficialmente neste mês de julho a campanha eleitoral para as Eleições 2010...
01/07/2010 - Caminho de Luz - Eleição para Presidência da FEMEL e do NALMA (Julho/2010)
Dia 24 de Julho ocorre a eleição para a nova Diretoria com gestão até 2012...
01/06/2010 - Caminho de Luz - Recém-Desencarnados (Junho/2010)
Texto compilado a partir do trabalho apresentado pelo grupo de Estudos da Mediunidade da FEMEL...
01/06/2010 - Caminho de Luz - Moral e Mudança (Junho/2010)
Texto compilado a partir do trabalho apresentado pelo Grupo de Estudos da Mediunidade da FEMEL...
01/06/2010 - Caminho de Luz - Eu e o Próximo (Junho/2010)
Nenhum de nós pode mais sobreviver sem o próximo a quem o Cristo nos pediu que amássemos. De alguma forma estamos todos unidos...
04/05/2010 - Caminho de Luz - O Retrato de Maria (Maio/2010)
Em meados de 1983 o Espírito de Emmanuel ditou, por meio de Chico Xavier, um retrato falado de Maria de Nazaré ...
04/05/2010 - Caminho de Luz - Maria de Nazaré (Maio/2010)
Confira trechos do trabaho de Vera Lúcia do Grupo de Estudo da Mediunidade que ocorre na FEMEL...
01/04/2010 - Caminho de Luz - Um Século de Luz
O centenário do nascimento de Francisco Cândido Xavier, ou simplesmente "Chico", nos propõe rever e meditar sobre sua vida e sua obra entre nós...
02/03/2010 - Caminho de Luz - Nosso Lar chega às telas em setembro
Filme levou cinco anos para começar a ser feito e é o mais caro da cinematografia nacional, em termos de efeitos especiais...
02/03/2010 - Caminho de Luz - FEMEL INFORMA (Março/2010)
Confira algumas notas importantes sobre a Fraternidade Espírita Mensageiros da Luz...
02/03/2010 - Caminho de Luz - O que é uma Casa Espírita - (Março/2010)
As funções da Casa Espírita constituem-se fundamentalmente em aprender, ensinar e ajudar...
01/02/2010 - Caminho de Luz - Aniversário da Casa Espírita - (Fevereiro/2010)
Presidente e Vice deixam uma mensagem para celebrar mais um ano de vida da Fraternidade...



Capa |  Atividades  |  FEMEL  |  Mensagens  |  NALMA - Casa da Sopa